Faça a melhor escolha hoje: Jesus.

Série: O discípulo e o crente - Parte 7

• O crente cai facilmente na rotina; o discípulo é um revolucionário.
Mais um dia de culto e louvor à Deus, e lá se vai o crente, arrastando o pé com preguiça para a igreja e pensando: "ah, eu não devia ter saído de casa hoje, não estava com vontade de ir à igreja, já sei quem vai pregar mesmo!" O crente que não tem prazer de ir à casa do Senhor, mas faz disso uma obrigação, já caiu na rotina e agora leva como um fardo tudo o que seja relacionado à obra do Senhor.
Se abre a Bíblia para ler, sente sono. Sua visão se embaralha, começa a ler a linha de cima e acaba pulando a próxima linha de leitura sem entender nem mesmo o que está lendo! Em seguida vem o sono e com um longo bocejo fecha a Bíblia e vai dormir!
Tudo o que faz para Deus é apenas parte de uma rotina no qual ele já se acostumou. Se ora de joelhos, simplesmente se põe em posição humilde, mas seu coração não atina as palavras que praticamente são ditas da boca pra fora, sem perceber que não está de fato fazendo uma oração, mas cumprindo mais uma parte de sua rotina de ser crente.
O discípulo não vê a vida cristã como uma rotina. Para ele, cada dia com o Senhor é um novo dia, cada palavra de Deus é uma mensagem direta ao seu coração, sua fé é renovada sempre que ouve Deus falar, quando vai à igreja, quando lê a Bíblia, quando ora, quando jejua.
O discípulo não se conforma com este mundo, e por amor à Deus sua vida é transformada e ele luta com fé para que a vida das pessoas que o cercam sejam transformadas também: "E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2
O crente cai facilmente na rotina porque não está realmente compreendendo qual é o seu papel na vida cristã. Imagina que a vida cristã é uma série de regras e normas que devem ser seguidas a risca, sem que com isso ele se entregue de coração. O problema do crente, é que faz as coisas de forma automática, e a alegria do discípulo é que tudo o que faz para o Senhor, faz com prazer e de coração! "E tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo o coração, como ao Senhor, e não aos homens." Colossenses 3:23
Alguns crentes ainda se apoiam na opinião dos outros para servirem à Deus: se vão à igreja é só para o pastor perceber que ele é assíduo, que não falta.
Não devemos deixar que a rotina nos tire o prazer de servir o Senhor. Seja como o discípulo que cada dia com o Senhor para ele é um novo dia, não apenas mais um dia!

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente, veremos O crente precisa ser sempre estimulado; o discípulo procura estimular os outros.
Fique ligada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e deixe o link de seu site ou blog para eu fazer uma visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...