Faça a melhor escolha hoje: Jesus.

Obra online: não desista!

"Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque na sepultura, para onde tu vais, não há obra, nem indústria, nem ciência, nem sabedoria alguma." Eclesiastes 9:10
Hoje gostaria de dedicar esta postagem às blogueiras do reino de Deus que tem seu espaço na internet para falar do nosso Senhor Jesus.
Tenho encontrado alguns blogs cristãos abandonados, sem atualizações. Compreendo que a vida corrida que levamos hoje em dia nos dá pouco tempo para nos dedicarmos até mesmo ao que será importante para a vida espiritual de quem está online, procurando uma palavra de conforto e apoio.
Fomos chamadas para anunciar o reino de Deus, para falar de Jesus e levar a mensagem do Evangelho às vidas. Mesmo através da internet isso pode ser feito. Há estatísticas que comprovam que para 2014 cerca de 150 milhões de pessoas no Brasil terão acesso à Internet, praticamente 75% da população brasileira! Você sabe o que isto significa? Milhões de vidas que podem ser alcançadas pela mensagem do Evangelho de Cristo através de você!
Algumas blogueiras de Deus estão como mostra a foto acima: cochilando em frente ao computador, ou até mesmo sem saber o que escrever a respeito do Senhor. Você pode pensar que ninguém vai se interessar em ler, mas já pensou em escrever seu testemunho de vida em partes, em postagens com a continuação para o dia seguinte? Através do seu testemunho, muitas pessoas podem se identificar e passar a crêr no Senhor Jesus, e pedir que Ele as transforme assim como transformou a sua vida.
Fico triste quando encontro blogueiras de Deus dizendo em seus blogs que irão deletá-los porque não tem tempo de colocar novas postagens. Você acha que suas postagens anteriores não tem importância, ou que ninguém vai entrar para lê-las? Pode ser que uma postagem que você considera antiga faça a diferença na vida de alguém! 
Eu tinha dois blogs (Escritura Viva e Princesas de Deus) e talvez você tenha chegado aqui através deles. Eu os deletei, mas nada do conteúdo destes dois blogs foi perdido. Ao longo deste blog fiz re-postagens do que já havia escrito nos dois primeiros. Acabei unificando meus dois blogs evangelísticos em apenas um blog para que eu pudesse ter tempo tanto de cuidar do meu meu esposo, do nosso primeiro filho que nasceu em 2011 (quando resolvi unificar meus blogs em um), dos bordados em ponto cruz que faço, da organização do lar, quanto de continuar postando textos para a sua edificação espiritual. Mas não desisti de continuar escrevendo sobre o Senhor Jesus.
Não desista da obra de Deus mesmo que ela seja online! Você pode pensar: "mas meu blog quase nem recebe visitas...não tenho idéia do que postar, estava empolgada quando criei um blog e agora não consigo levá-lo em frente!!!"
A palavra de Deus nos diz para fazermos tudo conforme as nossas forças. Separe um horário do seu dia para ler a palavra de Deus, meditar e pedir uma direção ao Senhor sobre o que escrever. Lembre-se que muitas vidas podem ser salvas lendo uma palavra dirigida por Deus, escrita por você.
Você nunca pensou nesta grande responsabilidade? Pois passe a pensar! O tempo que temos para anunciar a palavra de Deus é agora, é hoje. O amanhã não nos pertence. 
Se você não faz evangelismo nas ruas, nas casas, você pode fazer isto pela internet, e ainda ter seu blog lido em qualquer parte do mundo. Há muitas ferramentas disponíveis para tradução de blogs, e através destas ferramentas mesmo quem não fala seu idioma pode entender o que está escrito em seu próprio idioma.
Não desista, e não diga que não tem oportunidade de falar de Jesus para ninguém! Oportunidade é o que não falta, principalmente na internet onde bilhões de pessoas acessam todos os dias sites a procura do que ler.
Blogueiras, esta é a palavra de hoje: não desistam! Vocês podem pensar que estão fazendo muito pouco apenas escrevendo algumas linhas sobre Jesus, mas vocês estarão fazendo menos para o reino de Deus se não fizerem coisa alguma.
Creio que o Senhor Jesus vai ressucitar os ânimos. Alegrem-se, o Senhor conta todas vocês nesta obra maravilhosa. Nunca se esqueçam que uma palavra pode transformar uma vida, e esta palavra Deus pode confiar à você para dizê-la!

Série: O discípulo e o crente - Parte 19

• Os crentes aumentam a comunidade; os discípulos aumentam as comunidades.
Há comunidades lotadas de crentes. Não estou falando de comunidades onde as pessoas que fazem parte dela foram salvas por Jesus e se converteram. Estou falando dos crentes migradores que pescam no aquário dos outros. São crentes que na verdade, migram de uma congregação para a outra. São pessoas que foram batizadas nas águas e por um motivo ou outro estão sempre indo de um lado para o outro. Um dia estão em uma igreja, logo se cansam de congregar ali e procuram outra.
Crentes assim lotam igrejas. Eles não sabem ao certo o que estão procurando ou a quem estão buscando. Por isso, quando encontram uma igreja que lhes agrade, somam com aqueles que já estão ali. Este é o modo que ele tem de aumentar uma comunidade. Seu plano é trazer outros crentes que ele conhece para fazerem parte da igreja onde ele congrega, não se preocupa em buscar aqueles que ainda não encontraram Jesus.
Já os discípulos fazem diferente. O plano do discípulo para aumentar uma comunidade não é sair pescando pessoas de outras igrejas. Ele se dispõe a buscar aquele que não faz parte do rebanho, lhe ensina como andar com Deus para que assim que ele esteja firme na fé, ensina também outras pessoas a viver para o Senhor.
O crente se contenta em lotar comunidades, igrejas, templos. Ele vem com sua Bíblia, senta-se confortavelmente no banco e ouve a pregação. Depois vai para casa, sem se preocupar com as outras pessoas que não tiveram a mesma oportunidade que ele de estar na casa de Deus. Quando convida alguém para ir à sua igreja, certamente este alguém já é crente de outra denominação. Muitas pessoas que ainda não conhecem Jesus, aguardam somente um convite, pois se sentem constrangidas em adentrar uma igreja onde não conhecem ninguém.
O discípulo age com muito amor, e sabe que mesmo que a pessoa a quem ele está ensinando os primeiros passos para na fé, não permaneça em sua igreja, mas vá para outra, ela vai levar por toda a vida o que aprendeu.
O discípulo age exatamente assim: "E desta maneira me esforcei por anunciar o evangelho, não onde Cristo foi nomeado, para não edificar sobre fundamento alheio." Romanos 15:20 Ele sai pregando Jesus para quem não conhece o Senhor, não faz como o crente que convida outros crentes para se unirem à ele em sua comunidade. A visão do discípulo é trazer o que está de fora para dentro do reino de Deus, não para congregar somente aqueles que já fazem parte dele!
O crente vive preso dentro das quatro paredes do templo onde escolhe ficar com outros crentes, enquanto que o discípulo vê o mundo como um campo sem limites para ganhar almas para Jesus!

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente, veremos • Os crentes foram transformados pelo mundo; os discípulos transformaram, transformam e transformarão o mundo.
Fique ligada!

Não acrescenta dores

"A bênção do Senhor é que enriquece, e não acrescenta dores." (Provérbios 10:22)
Encontramos pessoas diariamente reclamando da vida, comentando que o salário que recebem não é o suficiente, que o emprego é ruim, que o marido não dá atenção, e a lista parece interminável.
Cristãos em todo o mundo oram à Deus pedindo o que pensam ser o necessário para sua sobrevivência, para se sentirem felizes e realizados. Uma parte deles não recebe o que pede, porque Deus acima de tudo, sabe o que será bom para cada um, e muitos pedidos que fazemos à Ele poderiam estragar até mesmo permanentemente nossa comunhão com o Pai. Nem tudo o que pedimos à Deus realmente é tudo o que precisamos. Vemos nossas necessidades apenas por um ângulo, enquanto o Senhor conhece todas as possibilidades e aonde nossas escolhas vão nos levar.
Orações e ações fora da vontade de Deus nos trazem um risco: de receber algo que no fundo não esperávamos.
Há quem receba e depois diga:estou nesta situação por causa da "bênção" que Deus me deu... 
O que não percebem é que foram vítimas das próprias escolhas, e se fizeram de surdos quando o Senhor dizia "não" ou "espere".
Em Salmo 40:1 encontramos esta palavra:"Esperei com paciência no Senhor; e ele se inclinou para mim e me ouviu quando clamei por socorro."
Esperar já não é fácil, e com paciência ainda, para algumas pessoas parece humanamente impossível.
Estamos sendo confrontados hoje em dia com um ensino que diz que o homem é o autor do seu próprio destino, mas não é explicado que cada escolha tem sua consequência, que aquilo que queremos nem sempre poderá ser o melhor para nós, principalmente quando está fora da direção de Deus.
Muitas pessoas tiveram suas vidas afetadas por más escolhas, e depois atribuem a culpa à Deus porque estão sofrendo. Quando o Senhor dizia "não" para estas pessoas, elas diziam "sim" para si mesmas e suas vontades. Acreditaram que para receber o que tanto queriam, podiam apressar as coisas e dar uma "ajudinha" tomando decisões sem o aval de Deus.
Quando a palavra diz que a bênção do Senhor enriquece, pensamos primeiramente na vida financeira. Mas nossa vida não é composta apenas pelo aspecto financeiro. Temos vida familiar, espiritual, social, profissional, e percebemos que nossa vida é como um quebra-cabeças formada por inúmeras peças.
Se colocamos nosso coração apenas no aspecto financeiro, quando passarmos dificuldades nesta área será difícil compreender que esta não é toda a nossa vida, mas apenas uma parte que a compõe.
A riqueza neste caso é a realização do que pedimos à Deus, de acordo com a sua vontade e não com a nossa. 
Não podemos nos conformar com essa cultura que diz que podemos ter tudo o que queremos, porque nem tudo o que queremos vai realmente nos realizar como pessoas. Algumas coisas que desejamos podem nos destruir.
Então pensamos:"mas como vou saber qual é a vontade do Senhor para a minha vida? Como vou saber se o que estou pedindo é somente a minha vontade e não o que Deus tem preparado para mim?"
Para isso, você tem que estar com pensamento alinhado com o Senhor, e pedir para Ele que abra seu entendimento para entender o que Ele está lhe dizendo. Não se conforme com o que é dito no mundo, que o homem faz o seu próprio destino. É melhor confiar na direção de Deus, que em nossas próprias decisões que podem nos levar à ruína.
"E não vos conformeis com este mundo, mas transformai-vos pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2
Quantas pessoas recebem exatamente o que querem e  desejam, e depois colocam a culpa em Deus quando as coisas não vão bem? A última coisa que pensam é que são responsáveis por suas próprias escolhas.
Se você fez uma escolha errada, ainda assim há uma esperança. Não coloque a culpa em Deus, aceite sua responsabilidade e daqui para a frente assuma o compromisso de ouvir a resposta do Senhor antes de agir.
Não acrescente dores à sua vida, e se isto já aconteceu, confie no Senhor, que não nos desampara, mesmo quando fazemos a escolha errada. Colhemos as consequências por um período, mas se firmarmos o compromisso de agora em diante, de não tomar decisões precipitadas sem o apoio e a resposta final do Senhor, sairemos vitoriosos, recebendo o que podemos chamar verdadeiramente de bênção.


Em lugar de vergonha, dupla honra

"Em lugar da vossa vergonha, tereis dupla honra; em lugar da afronta, exultareis na vossa herança; por isso, na vossa terra possuireis o dobro e tereis perpétua alegria." (Isaías 61:7)Passamos por muitas situações na vida, e algumas parecem ter o poder esmagador de nos retirar todo o ânimo.Ficamos desanimados e tristes, envergonhados porque não conseguimos alcançar nossos objetivos, porque somos motivo de gozação para aqueles que nos conhecem e nos colocam a prova perguntando: "onde está o seu Deus que não o socorre numa hora dessas?"
A fé parece vacilar e a queda é iminente. Olhamos para os problemas como se fossem grandes montanhas de neve com uma avalanche descendo sobre nós.
Nessas horas, nos lembramos quem está do nosso lado:"Se não fosse o Senhor, que esteve ao nosso lado, quando os homens se levantaram contra nós, nos teriam engolido vivos." (Salmo 124:2-3a)
A vergonha pelas situações de humilhação que passamos não dura para sempre, e graças à Deus que temos no Senhor esta esperança.
Deus nos promete dupla honra. Nossa posição em momentos assim é não murmurar, mas confiar que o Senhor de modo nenhum nos esqueceu, que Ele não nos abandonou.
"Acaso, pode uma mulher esquecer-se do filho que ainda mama, de sorte que não se compadeça do filho do seu ventre? Mas ainda que esta viesse a se esquecer dele, eu, todavia, não me esquecerei de ti." (Isaías 49:15)
O Senhor não se esqueceu de você, acredite. O Senhor tem o poder de mudar toda e qualquer situação. Não há situação ruim que dure para sempre. 


Série: O discípulo e o crente - Parte 18

• O crente vale porque soma; o discípulo vale porque multiplica.
Muitos crentes ficam felizes por somente fazer parte de uma igreja. Eles vivem contentes em saber que não estão sozinhos na fé, e que há pessoas que podem compartilhar com eles a alegria de pertencer à Jesus.
Estes crentes valem porque somam no reino de Deus como aqueles que aguardam a herança através de Jesus Cristo. 
O discípulo não se contenta em apenas somar, fazer parte da família de Deus. Ele sabe que pastor apascenta o rebanho, e ovelha gera ovelha.
Muitos crentes imaginam que pastor gera ovelha! Na verdade, ele apenas as orienta e instrui no caminho da verdade. Mas quem realmente pode gerar uma ovelha é outra ovelha!
O crente soma no reino de Deus, enquanto que o discípulo multiplica. Ele acompanha aquele que está com a fé vacilante, lhe diz palavras de encorajamento baseadas na palavra de Deus, lhe auxilia na enfermidade e ajuda na caminhada.
O crente que soma apenas faz parte do exército de Deus, mas o discípulo vai alistando outros para o exército.
O comportamento do discípulo é o mesmo dos cristãos de Atos dos apóstolos: "E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo." Atos dos apóstolos 5:42
Seu objetivo é multiplicar o que o Senhor tem dividido com ele.
O que temos sido ultimamente: crentes ou discípulos?

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente, veremos • Os crentes aumentam a comunidade; os discípulos aumentam as comunidades.
Fique ligado!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...