Faça a melhor escolha hoje: Jesus.

Vida eterna

"E esta é a promessa que Ele nos fez: a vida eterna." 1 João 2:25
Já imaginou viver para sempre? Os cientistas, através de inúmeros estudos tentam desenvolver algum medicamento, produto ou invento que prolongue a vida do homem na terra.
Se prestarmos atenção, a população de idosos aumentou. Encontramos idosos fazendo ginástica nas academias, em clubes para a terceira idade e reuniões destinadas a dar entretenimento à pessoas que já estão no que chamam de melhor idade!
Apesar dos avanços para melhorar a saúde do homem, os cientistas não descobriram como prolongar a vida do homem sem que ele sofra envelhecimento e consequentemente a morte.
Por mais que se prolongue a nossa vida na terra, um dia teremos que encarar a morte. Para nós, que somos cristãs, sabemos que com a morte a vida não acaba propriamente. Ela acaba somente aqui, na terra, porque quem está em Cristo tem a esperança da vida eterna.
O Senhor Jesus nos fez uma promessa, a promessa que cientista nenhum teve o poder de cumprir, porque não está nas mãos do homem fazê-la, mas nas mãos de Jesus: a vida eterna.
A promessa de vida se estende até sobre aqueles cristãos que já morreram, mas que durante suas vidas, creram no Senhor Jesus:"Disse-lhes Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá." João 11:25
Você consegue imaginar o que isso significa? Aquele que receber de Jesus a vida eterna, nunca mais passará pelo sofrimento da morte. A morte só entrou no mundo por causa do pecado. "Portanto, como por um homem entrou o pecado no mundo, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens e por isso que todos pecaram." Romanos 5:12
Se você já tem Jesus como Senhor e Salvador, você tem a promessa da vida eterna sobre a sua vida, porque: "Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida." 1 João 5:12
A vida eterna só Jesus pode lhe dar. Ainda que o mundo lhe ofereça todos os prazeres que você possa disfrutar, lembre-se que tudo tem um fim, e que o mundo não lhe assegura uma vida eterna sem dores e sofrimentos. Os prazeres que o mundo lhe oferece só poderão ser desfrutados aqui, e quando você morrer tudo acaba. Mas aquele que receber a vida eterna, não viverá nunca mais em sofrimento.
Confie em Jesus, e não abandone o caminho do Senhor. Pois é Ele mesmo quem diz: "E dou-lhes a vida eterna, e nunca hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão." João 10:28

Ira apressada

"Não te apresses no teu espírito a irar-te, porque a ira abriga-se no seio dos tolos." Eclesiastes 7:9
Já percebeu que há dias que parece que tudo conspira contra nós? Levantamos da cama tropeçando no primeiro móvel que vemos pela frente, e já dizemos uma exclamação ruim: "Que droga!"
Na pressa de fazer o café com leite, a xícara cheia vira em cima da toalha da mesa, e o que parecia ser um novo dia parece começar com uma série de pequenos incidentes responsáveis por tirar a nossa paciência.
Para quem precisa pegar o trânsito para chegar ao trabalho, não há coisa pior que congestionamento, e começa o estresse entre buzinas, palavrões e sinais fechados.
Será que vale mesmo a pena passar o dia inteiro irada por causa das coisas que acontecem?
Quando a ira vem, nós nem pensamos duas vezes, parece imediata a raiva que nos sobe, o rosto muda de cor, as palavras saem agressivas e depois que a ira passa, pensamos: "Puxa, será que eu precisava mesmo ter dito o que falei, ou ter agido daquele jeito?"
Algumas pessoas vivem tão iradas, que tudo para elas já é motivo para explodir. Se estão passando pela rua, e algum pedestre sem querer tropeça em cima delas a pergunta é:"'Tá cego, não olha por onde anda?" Se recebem um troco errado na padaria: "Esse troco 'tá errado, 'tá querendo ficar com meu dinheiro é?" Se falam algo e não são respondidas no mesmo instante: "Não ouviu o que eu falei? Por acaso 'tá surdo ou vou precisar falar mais alto?"
A ira cresce de volume conforme nos acostumamos com ela. Uma pessoa irada torna-se também uma pessoa impulsiva, porque não controla mais suas atitudes e não mede palavras para responder ofensivamente quando não tem seu desejo atendido.
A palavra de Deus diz claramente que a ira se abriga no seio dos tolos, ou seja, ela mora no íntimo dos insensatos.
Toda vez que você se deixa dominar pela ira, você está agindo de modo insensato e sendo comparável a uma pessoa tola.
Vai adiantar ficar irada porque descobriu que acabou a margarina? Não seria mais fácil pegar o dinheiro e ir no mercado comprar outra ao invés de primeiro falar um monte de palavras ofensivas para quem mora em sua casa só porque não tem margarina?
Há coisas que infelizmente fazemos e podemos nos chamar de tolas por fazê-las. Preste atenção nas suas atitudes, se você não tem agido de forma tola, se irando com facilidade e sem nenhuma necessidade.
Você pode além de estragar o seu dia, estragar o dia de outras pessoas por causa da ira. Tome uma atitude sábia: quando perceber que vai ficar irada, não se apresse em falar coisas inconvenientes. Respire fundo e aprenda com Jesus que é o melhor mestre: "Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração: e encontrareis descanso para as vossas almas." Mateus 11:29

Série: O discípulo e o crente - Parte 39

• O crente preocupa-se só em pregar o evangelho; o discípulo prega e faz outros discípulos.
 
Pregar a palavra de Deus é muito bom, principalmente quando vemos que as pessoas dão crédito à palavra e a aceitam com alegria.
Mas somente pregar a palavra não é o suficiente. Para o crente, sim. Ele pensa que somente pregando todo o trabalho já está feito. Quantas cruzadas evangelísticas vemos acontecendo em todo o mundo, e saem as notícias que milhões de almas aceitaram a Jesus, e nos perguntamos:"Onde está toda essa gente???"
O fato, é que somente pregar para o crente é o suficiente, mas para o discípulo não. Para ele, pregar é o início de uma longa caminhada, pois sua preocupação é fazer novos discípulos, e isso demanda tempo.
Tempo este que muitas pessoas que pregam o Evangelho não se dispõem a utilizar de forma sábia.
O discípulo sabe que um novo convertido não pode simplesmente ouvir a palavra de Deus e caminhar com suas próprias pernas. Ele precisa de apoio, de alguém que lhe responda as dúvidas, que o ajude a dar os primeiros passos assim como um bebê que deixa de engatinhar e começa a ficar de pé.
Temos que pregar, mas a mensagem principal seguida da pregação do Evangelho que Jesus nos deixou antes de subir ao céu é esta:"Portanto, ide fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo; ensinando-os a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém." Mateus 28:19,20

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente veremos - O crente espera recompensa para dar; o discípulo é recompensado porque dá.
Fique ligada!


Sai!

Quando você se sentir tentado pelo diabo, faça como Jesus: ordene que ele saia! Use a autoridade do nome de Jesus e diga para o inimigo: Em nome de Jesus, sai.
Ser tentado não é pecado, pecado é ceder a tentação. Siga o exemplo de Jesus e seja livre, ou você vai cair na tentação do inimigo e se tornar escravo.
"Então, o tentador, aproximando-se, lhe disse: Se és Filho de Deus, manda que estas pedras se transformem em pães. Jesus, porém, respondeu: Está escrito: Não só de pão viverá o homem, mas de toda palavra que procede da boca de Deus.
Então, o diabo o levou à Cidade Santa, colocou-o sobre o pináculo do templo e lhe disse: Se és Filho de Deus, atira-te abaixo, porque está escrito: Aos seus anjos ordenará a teu respeito que te guardem; e eles te susterão nas suas mãos para não tropeçares nalguma pedra.
Respondeu-lhe Jesus: Também está escrito: Não tentarás o Senhor, teu Deus.
Levou-o ainda o diabo a um monte muito alto, mostrou-lhe todos os reinos do mundo e a glória deles e lhe disse: Tudo isto te darei se prostrado, me adorares.
Então, Jesus lhe ordenou: Retira-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor, teu Deus, adorarás, e só a ele darás culto.
Com isto, o deixou o diabo, e eis que vieram anjos e o serviram." Mateus 4:3-11

Creia no poder do nome de Jesus e diga para a tentação e todo o mal agora: Em nome de Jesus, Sai!

Não reclame do livramento de Deus!

"Não temas diante deles; porque estou contigo para te livrar, diz o Senhor." Jeremias 1:8
O Senhor nos livra de diversas situações que poderiam nos complicar. Mas há algumas vezes em que não sabemos que o Senhor está nos livrando, e no lugar de sermos gratas à Ele, reclamamos.
Você já deve ter ouvido o caso de muitas pessoas que foram livres de um acidente de avião simplesmente porque se confundiram com o horário do voo e chegaram atrasadas ao aeroporto. Horas depois elas souberam que aquele voo que perderam, tinha um destino trágico.
Às vezes temos compromissos marcados que parecem inadiáveis, e de uma hora para a outra é desmarcado e reclamamos sem saber o que poderia ter acontecido se fossemos até o tal compromisso. Isso não significa que tudo o que não acontecer conforme os nossos planos é um livramento de algo ruim, mas acredite, em alguns casos, é.
O Senhor nos dá até mesmo livramento em situações como relacionamentos. Há muitas jovens solteiras que no anseio de conseguir um namorado, vão aceitando qualquer proposta sem pensar no futuro. Depois de algum tempo de relacionamento, o rapaz diz que quer terminar, e elas choram, clamam, oram à Deus para que isso não aconteça, mas o fim parece inevitável. O rapaz rompe o namoro e vai embora, e elas então se viram contra Deus perguntando porque Ele não as atendeu.
O Senhor sabe o que será do nosso futuro, Ele vê o que vai nos acontecer com o passar do tempo. Um relacionamento que corre o risco de esfriar a sua vida espiritual não é da vontade do Senhor, e se o único modo de livrá-la será com o fim do namoro, Deus não vai pensar duas vezes antes de permitir que isso aconteça.
Por isso, não reclame do livramento que o Senhor lhe dá! Há livramentos de morte, como de pessoas que são livres de acidentes sem que se quebre nenhum osso e há livramentos de relacionamentos que poderão destruir nossa comunhão com Deus.
De modo nenhum o Senhor deseja que nos envolvamos em situações que nos compliquem espiritualmente, ou que traga problemas para nossa vida social ou familiar. Há algumas situações nas quais nos envolvemos e por causa de nossa grande insistência o Senhor até mesmo permite que passemos, para percebermos como o livramento que Ele tinha para nós era valioso naquele momento.
O Senhor quando nos livra, em alguns casos até mesmo nos avisa através de pessoas para não nos envolvermos em situações perigosas. Só que a nossa teimosia nos torna surdas, até perceber que na verdade o Senhor estava nos livrando e nós não aceitamos a intervenção de Deus.
"O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra." Salmo 34:7 Se você teme a Deus, certamente o anjo do Senhor está acampado ao seu redor lhe livrando.
Não despreze o livramento de Deus em sua vida, e não reclame quando o Senhor agir do modo que você não quer, é para o seu bem. Nem sempre aquilo que queremos para a nossa vida, será o melhor para nós. Deus sabe o que é melhor para nós. 

Série: O discípulo e o crente - Parte 38

• O crente responde talvez... o discípulo responde eis-me aqui.
"E que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Chegando-se ao primeiro, disse: Filho, vai hoje trabalhar na vinha. Ele respondeu: Sim, senhor; porém não foi. Dirigindo-se ao segundo, disse-lhe a mesma coisa. Mas este respondeu: Não quero; depois, arrependido, foi. Qual dos dois fez a vontade do pai?" (Mateus 21:28-31a)
Quantas vezes ouvimos nosso pastor fazer um apelo para que alguém seja voluntário para uma obra na casa de Deus? Várias vezes, não é mesmo! E as respostas que ouvimos são as mais diversas:"eu até iria, mas não vai dar...ah, não sei, vou pensar...de repente, se não estiver chovendo, eu venho!"
Estas são as respostas do crente que vive sempre pensando no talvez:"talvez eu vá, talvez não, talvez eu decida ir, talvez eu decida não ir, não sei!"
Fica muito difícil contar com gente assim, pois são pessoas que não tem firmeza na palavra que dizem, não se pode confiar, pois estão sujeitas sempre as circunstâncias, ao tempo, ao humor ou seja lá ao que for. Há sempre uma pedra no caminho impedindo-os de dizer: Eis-me aqui, Senhor!
O discípulo tem dentro de si um espírito voluntário. Ele anseia por uma oportunidade para servir, para ser útil.
Na parábola contada por Jesus, vemos o primeiro filho dizendo que iria fazer o que o pai mandou, mas não foi. Há crentes que agem assim também. Levantam a mão e se comprometem diante de todos estar presentes e ajudar na obra de Deus, mas não aparecem no dia e hora marcados.
O discípulo não é perfeito, e pode por causa de alguma dificuldade dizer:"Não vou", assim como o segundo filho disse. Mas depois, arrependido, sabendo que sua presença e ajuda é para o bem da obra de Deus, ele toma sua posição de servo e vai.
O Senhor conta com aquele que está disposto a trabalhar para o Reino. Aqueles que dizem que vão, ou que estão sempre com a palavra "talvez" na ponta da língua, com estes, infelizmente não se pode contar.
 
Na próxima postagem da série O discípulo e o crente veremos • O crente preocupa-se só em pregar o evangelho; o discípulo prega e faz outros discípulos.
Fique ligada!

Não mude o outro, mude você!

"E lhes darei um só coração, e um espírito novo porei dentro deles; e tirarei da sua carne o coração de pedra, e lhes darei um coração de carne." Ezequiel 11:19
Muitas mulheres passam toda a existência do seus casamentos com um único objetivo: mudar o comportamento do marido.
Elas tentam de tudo. São repetitivas, achando que pelo muito falar serão atendidas, falam na frente das pessoas e do próprio marido os defeitos dele, pensando que se ele ficar com vergonha irá tomar uma outra atitude. Mas nada muda. Passam-se os dias, semanas, meses e anos, e seu marido continua ali, com os mesmos hábitos que a irritam. O que fazer?
Em primeiro lugar, a mulher casada deve saber de algo muito importante, que faz parte do universo masculino: homem não gosta de ser mandado. Muitas mulheres tratam o marido como criança, dando ordens e fazendo exigências: "Fulano, não coloque toalha molhada sobre a cama, tire os sapatos quando entrar em casa, ponha o lixo para fora, dê banho no cachorro..." E assim vai a lista de ordens como se o marido fosse uma criança e tivesse que obedecer sempre. Lembre-se que ele é seu marido, não é seu filho.
Esse tipo de comportamento da parte da mulher, faz com que o homem se sinta humilhado, e muitos maridos acabam por não fazer nada do que as esposas pedem exatamente por isso, por ouvir na voz da esposa o tom de ordem. O marido acaba por se sentir inferior por estar sendo mandado, e sua defesa é fazer as coisas do seu jeito e não dar ouvidos ao que a mulher está falando.
Quando a mulher manda no marido, o marido entende de forma automática que ela está dizendo que as coisas que ele faz estão erradas e que ela quer que ele faça do modo certo, ou seja, do jeito que ela está mandando.
Há esposas que dizem que seu marido tem o coração duro, porque quando elas lhes mandam fazer alguma coisa eles não fazem. Elas tentam de tudo para mudar o marido e nada conseguem. Não entendem que não temos o poder de mudar o comportamento de ninguém, somente o nosso.
O único que tem o poder de mudar o comportamento do homem, é Deus, através do seu Espírito Santo. No livro do profeta Ezequiel, o Senhor diz que troca o coração de pedra por um coração de carne, então neste caso a única coisa que podemos fazer é orar, porque não seremos nós quem iremos mudar o coração dos nossos maridos, mas Deus.
Como Deus constituiu o homem como cabeça da família, não é nada fácil para um homem se ver mandado pela mulher, sendo que ele foi chamado por Deus para ser o líder em casa.
O que a mulher de Deus pode fazer pode não parecer ter o menor sentido a princípio, mas é o melhor a fazer: mudar seu próprio comportamento.
No lugar de ficar repetindo todos os dias que ele deve tirar os sapatos ao entrar em casa, pense no fato de ele não gostar de ter que entrar descalço ou só de meias em sua própria casa. Já pensou nisso? Agora compre um capacho, um daqueles tapetes grossos que retém a terra na porta de entrada. Ele vai passar os pés nele e entrar sem sujar a casa.
Há tantos modos de solucionar conflitos, mas olhamos tudo pelo lado que parece mais fácil somente para nós, sem levar em consideração o que o outro pensa.
Quando você começar a se esforçar em mudar o seu modo de falar com seu marido, ele vai perceber e não vai mais resistir em fazer coisas que lhe agradam. Sempre que ele resistir fazer algo que você está pedindo, preste atenção no modo que você está falando, se não está soando mais como uma ordem do que como um pedido.
Seu marido só vai mudar se ele quiser. Isso não parece a solução para muitas mulheres que já lutaram por anos tentando que o marido agisse de forma diferente, mas essa é a verdade. Nós só mudamos quando encontramos um motivo, se seu marido ainda não encontrou um motivo para fazer as coisas de modo diferente, não o force a isso. A mudança deve ser algo natural e prazerosa, só assim tem a possibilidade de se transformar em um bom hábito.
No lugar de ficar medindo forças com seu marido, observe também as coisas que você faz que o desagradam. Às vezes estamos tão focadas em mudar o outro que esquecemos que também temos defeitos que o incomodam.
Meu marido sempre dizia:"Não deixe a toalha molhada em cima da cama." E eu insistia em fazer a mesma coisa todos os dias, porque eu tinha um mau hábito. Até que um dia, ao perceber que o colchão estava úmido por causa da toalha, não a coloquei mais sobre a cama. O meu motivo para mudar de atitude foi a   umidade sobre o colchão, que se for persistente pode dar mal cheiro. Agora tomo banho e coloco a toalha para secar no varal, para não correr o risco de voltar ao velho hábito.
Perceberam como foi a mudança? Somente depois que aquilo que incomodava meu marido passou a me incomodar também, eu encontrei um bom motivo para não fazê-lo, decidi mudar. Eu poderia ter continuado com o velho hábito e ter que ouvir todos os dias a mesma reclamação, mas a mudança de atitude só me trouxe benefício.
Mudar não é fácil, mas não é algo impossível. Mude a si mesma, ore pelo seu esposo e deixe que Deus o mude naquilo que for necessário. Nunca se esqueça: ele é seu marido, não é seu filho

Eu livre sou

Em Jesus temos a liberdade dos filhos de Deus. Não é a mesma liberdade do mundo, onde a libertinagem engana as pessoas, fazendo delas na verdade, escravas dos próprios prazeres.
Nossa liberdade é de viver para Deus, com a paz que só Deus pode dar, livres de andar em pecado porque podemos fazer a melhor escolha. Não precisamos viver escravizados pelo pecado se podemos escolher andar com Jesus.
Quer ser livre também? Faça a melhor escolha: escolha Jesus, que é Senhor e Salvador e o libertador de todos aqueles que o buscam.
"Se pois o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres." João 8:36
Diga você também: Eu livre sou em Jesus!

Série: O discípulo e o crente - Parte 37

• O crente é espiga murcha; o discípulo é grão que gera espigas saudáveis.
Não se pode dizer que um crente que um dia foi fervoroso, não foi uma pessoa de Deus. Quantos crentes na sua caminhada cristã você conhece que já foram muito fiéis ao Senhor, que serviam com toda a dedicação a Deus e que com o passar do tempo pareciam ter se transformado em espigas murchas?
As glórias de crentes assim, são as glórias do passado. Eles gostam de se sentar entre os novos irmãos na fé e relembrar suas experiências que ficaram para trás, mas que hoje não se vislumbra mais nem o brilho.
São crentes saudosistas, que se recordam como foi o primeiro amor em Cristo, mas que com o tempo, por descuido e falta de zelo, se esfriou. Eles permanecem na igreja, congregando, mas a chama a cada dia se apaga mais um pouquinho.
O discípulo é como um grão saudável, que gera outras espigas saudáveis. Ainda que ele passe por muitas dificuldades na caminhada com Cristo, ele sabe em quem tem crido, e conhece Aquele que é fiel e que não o desamparará. O seu presente é um constante aprendizado, e ele vai crescendo e amadurecendo espiritualmente, sempre atento ao que o Senhor lhe diz.
O discípulo não se conforma em ter Jesus somente para si, ele o divide com todos, tem o prazer de apresentá-lo através da Palavra. Assim ele semeia Jesus na vida das outras pessoas e permanece firme na fé.
"O que semeia, semeia a palavra. E os que recebem a semente em boa terra são os que ouvem a palavra e a recebem, e dão fruto, um a trinta, outro a sessenta, outro a cem, por um." (Marcos 4:14,19)  


Na próxima postagem da série O discípulo e o crente veremos • O crente responde talvez... o discípulo responde eis-me aqui.
Fique ligada!

Confiarei

Em quem você tem depositado a sua confiança? Em pessoas? Circunstâncias? Dinheiro? Em si mesmo?
Tudo pode falhar, mas há alguém que não falha, em quem podemos confiar e ter esperança que algo bom Ele tem preparado para nós. Mesmo que as situações sejam contrárias e digam que você não vai conseguir. Não confie na voz da insegurança, confie na voz de Deus que diz: "Não temas, porque eu sou contigo; não te assombres, porque eu sou teu Deus; eu te fortaleço, e te ajudo, e te sustento com a destra da minha justiça." Isaías 41:10
Não existe problema grande demais para Deus, ou que Ele não possa resolver, apenas creia e diga para si mesmo:

Confiarei em Deus, que não vai falhar.

Um coração cheio de...

"O homem bom do bom tesouro do coração tira o bem, e o mau do mau tesouro tira o mal; porque a boca fala do que está cheio o coração." Lucas 6:45
Acredito que você já tenha encontrado pessoas, que depois de muitos anos participando na casa de Deus, ainda não perderam o mau hábito de falar palavrões.
Algumas, quando são surpreendidas dizem que é apenas a força do hábito, que na verdade não era bem aquilo que elas queriam dizer, e que o palavrão inoportuno foi apenas "força de expressão".
Outras, nem mesmo percebem, pois é algo que lhes soa tão natural que quando menos percebem, já falaram!
Mas como será possível uma pessoa cristã, apesar de já estar a algum tempo caminhando com Jesus, ainda conseguir falar palavrão???
Em primeiro lugar, nossa língua não é um membro independente no nosso corpo, que se movimenta sozinho e tem vida própria. Para que a língua e a boca venham a pronunciar alguma coisa, nós lhe damos o comando.
Na palavra de Deus, encontramos um versículo muito precioso que diz a respeito do que falamos. 
Em Lucas 6:45, na parte b do versículo nos diz que a boca fala do que o coração está cheio. Neste caso, nós entendemos que se saiu um palavrão da boca de uma pessoa cristã, significa que dentro do seu coração ainda está cheio destas palavras, e que dependendo da situação, ela irá pronunciar uma palavra assim.
No versículo não diz que a boca fala do que a mente está cheia, mas diz claramente que quem está cheio é o coração. Sabe porque? 
Se você tem este mau costume, certamente se pudesse não falar um palavrão enquanto conversa, diria em sua mente: "eu não vou falar essa palavra". Mas como o que você diz está em seu coração, e o coração é o membro que rege as emoções, ele vai se levar pela emoção do momento e lançar fora o que há dentro dele.
Já percebeu como as pessoas se comportam quando assistem uma partida de futebol? Jogam para fora inúmeros palavrões, que estão dentro do coração, porque naquele momento elas estão sentindo a emoção do jogo e não estão preocupadas se é bonito ou feio o que estão fazendo.
Não se deixe levar pelas emoções! Você pode estar tentando ganhar alguém para Jesus, e em um momento de emoção se deixar levar e dizer palavras que a escandalizem.
Se você ainda tem esse mau hábito, peça para Jesus converter seu coração em um coração puro, com palavras que vão edificar a vida de quem ouve. Peça para Ele libertá-la desse mau costume. 
Dentro do coração pode ser guardado tanto o bom, quanto o mau tesouro. Escolha o que você vai guardar dentro do seu coração. Porque o que estiver guardado ali dentro, é o que as pessoas irão ouvir sua boca falar.

Série: O discípulo e o crente - Parte 36

 O crente cai nas ciladas do diabo; o discípulo as supera e não se deixa confundir.
Não há nada que deixe um crente mais fracassado que voltar a cometer os pecados dos quais antes o Senhor já havia lhe libertado. A decepção é muito grande, e existem crentes que não conseguem nem mesmo retornar para o caminho do Senhor, tamanha é a culpa pelo seu pecado. O Senhor o perdoa e o recebe de volta se ele voltar de coração arrependido, mas o inimigo fala em sua mente que para ele não há perdão, que ele não é mais aceitável aos olhos de Deus. Tudo o que o inimigo diz é MENTIRA!
"Portanto, se depois de terem escapado das contaminações do mundo mediante o conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, se deixam enredar de novo e são vencidos, tornou-se o seu último estado pior que o primeiro." (2Pedro 2:20)
É realmente muito triste a situação do crente que se deixa seduzir pelo inimigo e cai em suas ciladas.
O discípulo também não está livre de cair nas ciladas do inimigo, mas há uma diferença: uma vez que o discípulo caia, ele se arrepende, confessa o seu pecado ao Senhor que o levanta e sustenta. Depois de tudo superado, ele não se deixa mais enganar pelas artimanhas do mal.
Há crentes que caem inúmeras vezes sempre nas mesmas tentações, parecem completamente inclinados para o pecado e desligados do Espírito. Crentes assim devem tomar uma decisão: se permanecerão escravos do pecado, ou livres em Cristo.

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente veremos • O crente é espiga murcha; o discípulo é grão que gera espigas saudáveis.
Fique ligada!


Motivos errados

"Porque a mulher está sujeita ao marido, enquanto ele viver, está-lhe ligada pela lei; mas morto o marido, está livre da lei do marido." Romanos 7:2
O sonho de toda mulher cristã, é encontrar seu par. Ela almeja encontrar o homem dos seus sonhos, romântico, carinhoso, respeitador e que a fará feliz. Aquele que a pedirá em casamento, e após a cerimônia e a festa a levará em seus braços para a lua-de-mel. Será que fantasias demais não atrapalham esse processo?
Muitas jovens, e mesmo mulheres solteiras, veem no casamento uma válvula de escape para os problemas que as afligem.
É um risco se casar pelos motivos errados, principalmente quando se é cristã. A mulher cristã, sabe que estará ligada ao marido enquanto ele viver. Quem se casa pensando que caso não dê certo, pedirá o divórcio, já está casando com objetivos errados.
Vamos analisar alguns dos motivos errados pelos quais muitas mulheres se casam e depois se arrependem.
Algumas jovens se casam para se ver livres da casa dos pais. Acham que viver debaixo da autoridade dos pais é algo muito maçante, e não contam que um casamento tem inúmeras responsabilidades que exigem maturidade. Se aventuram em um casamento somente com o objetivo de fugir dos pais, e quando se veem casadas com responsabilidades que antes não tinham quando eram apenas filhas e não esposas, pensam até mesmo em desistir do casamento e voltar à vida de solteira.
Algumas mulheres que já passaram do que muitos dizem "da idade de casar", (coisa que discordo, pois não há uma idade específica para isso!) procuram desesperadamente um casamento para evitar a solidão que sentem. Veem os casais juntos nos fins de semana passeando no shopping, casais nas pizzarias ou mesmo na igreja e imaginam que o fim da solidão se dará com um casamento. Esse também pode ser um motivo errado, pois a pessoa escolhida para casar pode não corresponder às suas expectativas e ela se sentirá frustrada ao saber que sua solidão continua, e o pior está casada e ainda assim solitária.
Tem também mulheres que se casam porque acreditam piamente que a outra pessoa as fará feliz. Algumas noivas, quando perguntadas por qual motivo estão se casando, respondem sem hesitar:"Para ser feliz, ou para ele me fazer feliz!" Não podemos colocar sobre os ombros do esposo uma responsabilidade tão grande!
O Senhor criou o casamento para que tanto o homem quanto a mulher se completassem, e cooperassem um com o outro. Então, o melhor motivo para se casar, e até mesmo o mais justo, seria fazer a outra pessoa feliz.
Há um versículo na palavra de Deus que fala muito forte no meu coração e que casa perfeitamente nesse assunto:" O amor não faz mal ao próximo." Romanos 13:10a
Se você ama o suficiente para se casar, para fazer o bem para a pessoa com quem vai conviver, e se os motivos pelos quais você vai se casar não são porque você está querendo se ver livre da casa dos seus pais, porque se sente solitária ou "está ficando para titia", e nem espera que o outro faça tudo para a sua felicidade, então você compreendeu qual é o motivo certo para fazer essa aliança de amor.
Casamento é realmente isso, uma aliança de amor. Aquele que ama, procura não magoar o outro, não procura somente os seus interesses, não pensa que a obrigação do outro é fazê-lo feliz o tempo todo.
Casamento é aliança, e a aliança que o Senhor faz não deve ser quebrada. Talvez você se pergunte: "Mas e agora, o que eu faço se já me casei por motivos errados?"
A palavra de Deus responde:"Todavia, aos casados mando, não eu mas o Senhor, que a mulher não se aparte do marido." 1 Coríntios 7:10
Se os motivos pelos quais você se casou não foram exatamente os que se espera para um casamento duradouro, não é motivo para querer se separar. Deus tem o poder de endireitar até mesmo os caminhos tortos e restaurar o que está se desfazendo. Dê uma chance a si mesma para ser feliz e fazer seu marido  e sua família feliz. Confie na palavra de Deus que diz: "E irei adiante de ti, e endireitarei os caminhos tortuosos; quebrarei as portas de bronze, e despedaçarei os ferrolhos de ferro." Isaías 45:2

Eu não abro mão

Não abra mão do que o Senhor tem para a sua vida, mesmo que as lágrimas sejam tantas ao ponto de você não enxergar muito bem o caminho. Enxugue as lágrimas e lembre-se que você é o alvo das promessas de Deus. 
Chegue mais perto de Jesus, Deus entregou você para Ele, e o Senhor mesmo garante:"Todo o que o Pai me dá virá a mim, e o que vem a mim, de maneira nenhuma o lançarei fora." João 6:37
Continue clamando com fé, não se entregue, não desista, se Deus prometeu Ele é fiel para cumprir. Só aquele que persevera até o fim recebe o que tanto está buscando da parte de Deus.
Eu não abro mão do que Deus tem preparado pra mim, e você?

Série: O discípulo e o crente - Parte 35

• O crente é sócio; o discípulo é servo.
Já percebeu que há crentes que parecem sócios na casa de Deus? Estão envolvidos em várias atividades ao mesmo tempo. Alguns, chegam ao ponto de exercerem várias funções, não dando espaço para que outros também trabalhem e desenvolvam os talentos que Deus lhes deu.
Crentes assim, agem como sócios na obra. Não porque encontram realmente uma parceria de fé, mas porque encontram na igreja um modo de mostrarem o que sabem fazer não para servir, mas para serem elogiados pelo pastor, pelos obreiros ou pelos membros.
Isto é perigoso!!! Pois um crente que age desse modo, pode se deixar levar pelo orgulho e ficar completamente cego sobre o seu real propósito na casa de Deus, pois pode terminar usando a obra de Deus para se servir dela com objetivos egoístas, no lugar de saber servir na obra de Deus. Ao invés de engrandecer o nome do Senhor, vai tentar de todas as maneiras engrandecer seu próprio nome.
O discípulo tem atitude de servo sempre. Ele sabe que aquilo que ele faz na casa de Deus não é para seu próprio louvor. Ele compreende que maior é Deus, e não ele. Que ainda que ele seja usado com poder pelo Espírito Santo de Deus, ainda é de Deus que ele depende, não de suas próprias habilidades.
"Em verdade, em verdade vos digo que o servo não é maior do que seu senhor, nem o enviado, maior do que aquele que o enviou."João 13:16
E então, já descobriu se você é um discípulo ou um crente?
Na próxima postagem da série O discípulo e o crente veremos • O crente cai nas ciladas do diabo; o discípulo as supera e não se deixa confundir.
Fique ligada!

Só Deus vê

"E ela chamou o nome do Senhor, que com ela falava: Tu és Deus que me vê." Gênesis 16:13a
Existem coisas que só Deus vê. Só Ele conhece o nosso interior, como nos sentimos, o que pensamos, o que esperamos.
Não espere receber das mãos dos homens o que somente Deus pode lhe dar.
Lembre-se que ainda que todos vejam como você está, há coisas que apenas Deus vê e ninguém mais, e Ele é o único que tem poder de suprir todas as suas necessidades: emocionais, espirituais e físicas.

Não se desespere, o Senhor não lhe abandonou. Ele tem respostas para a sua vida, porque há coisas que Só Deus vê.


Saia da prisão


"Porque ele é tais quais são os seus pensamentos." Provérbios 23:7a
Tem dias que somos atacadas em nossos pensamentos por todos os lados. Fazemos de tudo para não pensar coisas ruins, e nossos pensamentos parecem não obedecer ao comando.
Maus pensamentos tem a função de nos aprisionar em coisas que não são reais, que nem aconteceram ou que nem vão acontecer.
Veja só este exemplo: você fez tudo como o chefe mandou. Ele aparece, vê o seu trabalho e lhe diz: "Está mal feito, faça de novo."
Agora é o momento dos seus pensamentos entrarem em ação: "Que homem egoísta, me fez perder tempo fazendo o trabalho do modo que ele mandou para depois me dizer que está mal feito. Eu detesto trabalhar aqui. Eu deveria dizer uns desaforos para ele, não sabe nem exercer sua função de chefe e vem me criticar. Vou fazer de qualquer jeito, agora não me importo se ele vai reclamar ou não..." Os pensamentos parecem que nunca tem fim, e assim você vai fazendo um filme dentro da sua mente e enchendo sua alma de amargura.
Há mulheres que quando discutem com o marido, ficam mais nervosas pelo que imaginam do que pela situação real. O pensamento dessas mulheres cria um ambiente monstruoso que pode levá-las a tomar as piores decisões. 
Se o marido disser: "Querida, o arroz não está gostoso hoje, parece cru", ela, ao invés de somente ouvir começa a imaginar coisas:"Como ele é mal agradecido, eu faço a janta todas as noites e ele vem reclamar do arroz. Se está achando ruim, porque não vem fazer? Eu deveria não me preocupar mais em fazer o jantar, ele sempre me critica, parece que tudo o que faço para ele está errado!" Mais uma vez, ela se deixa levar pelos pensamentos e não pela situação real que está vivendo. Ele apenas disse que o arroz não parecia cozido, e ela fez um filme onde ela responderia de modo agressivo.
Se isso acontece com você, cuidado! Sua mente pode estar aprisionada por maus pensamentos. E seus maus pensamentos podem levá-la a ruína.
Rompa com esse mau hábito. Quando algo lhe acontecer, resista pensar nas formas agressivas de como você reagiria. Simplesmente veja a situação pelo ângulo que ela ocorre, ao invés de ver um ângulo que existe somente dentro da sua cabeça.
Se você já tem este mau hábito, já deve ter se visto em situações assim: 
-"ela não me deu bom dia, como é orgulhosa"(talvez sua amiga nem viu que você lhe desejou bom dia!), 
-"seu cabelo está tão bonito" (você pensa: que mentira, está falando isso só para zombar de mim!)
-"querido, vamos sair na sexta? Não posso, já tenho marcada hora extra." (você pensa: comigo ele sempre tem uma desculpa, vai ver nem tem hora extra coisa nenhuma, é só uma desculpa para não me levar pra sair!)
Uma mente aprisionada vai sempre pensar nas piores coisas, envenenando sua alma. Tome uma decisão, saia dessa prisão!
Na palavra de Deus, o modo mais eficaz de se sair da prisão de pensamentos e combatê-los se encontra aqui:"Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, NISSO PENSAI." Filipenses 4:8
Quando você perceber que seus pensamentos estão se encaminhando para o lado mal, comece a avaliá-los. Decore este versículo de Filipenses 4:8 e se pergunte se o que você está pensando é verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, de boa fama, se há virtude ou louvor. Se a resposta for não a qualquer uma destas características, corte o pensamento pelo meio. Isso mesmo, interrompa o pensamento, pense em outra coisa.
Enquanto você não cortar este círculo vicioso, ele vai sempre se repetir indefinidamente.
Outro conselho valioso que o Senhor nos dá em sua palavra é: "Pense nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra." Colossenses 3:2
Se você levar esse conselho para a sua vida, vai perceber que não somente os seus pensamentos vão mudar como também as suas atitudes. Não se conforme em viver moldada por uma mente aprisionada, seja livre em nome de Jesus!
"E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus." Romanos 12:2

Série: O discípulo e o crente - Parte 34

• Ao crente se promete uma almofada; ao discípulo se entrega uma cruz.
Muitos crentes querem nada mais nada menos que sombra e água fresca o tempo todo. Quando lêem as Sagradas Escrituras, removem dela a parte em que diz que cada um deve tomar a sua cruz. Preferem acreditar que basta receber as promessas e bênçãos e viver delas o tempo todo.
Mas nós sabemos que a vida cristã não é feita somente de bênçãos e promessas. Enquanto o crente quer uma almofada para recostar a cabeça e descansar, mesmo sabendo que o nosso descanso não é aqui neste mundo, o discípulo faz exatamente como o Mestre mandou: toma sua cruz e segue Jesus.
Alguns crentes na verdade não tem culpa de pensarem deste modo, pois muitos foram iludidos com a idéia de que basta aceitar Jesus que Ele resolve tudo enquanto o crente não move mais nenhuma palha.
Temos que fazer nossa parte. A bênção vem para aquele que obedece, as promessas são para aqueles que são fiéis, e para isso é necessário comprometimento da nossa parte.
Quem pensa que basta crêr e só esperar sem tomar uma atitude de obediência aos mandamentos de Deus, está indo na contramão da vida cristã.
Creia, busque, espere mas também veja como andam suas atitudes. Muitos nem chegam a receber de Deus o que esperam, porque não estão preparados ainda.
Se o que o atrapalha na caminhada cristã é um temperamento exagerado, ou a sonolenta preguiça, ou quem sabe a língua fofoqueira, renuncie tudo isso e tome sua cruz, porque o caminho é estreito e este tipo bagagem  não irá passar na porta, pois não é somente o caminho, mas também a porta é estreita para aqueles que seguem Jesus.
Há uma palavra que Jesus deixou para os discípulos. Se você é discípulo, receba também esta palavra:"Se alguém quiser vir após mim, renuncie-se a si mesmo, tome sobre si a sua cruz e siga-me." (Mateus 16:24)

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente veremos • O crente é sócio; o discípulo é servo.
Fique ligada!


Esgotamento nervoso

"Cura-me, Senhor, e sararei; salva-me, e serei salvo; porque tu és o meu louvor." Jeremias 17:14
Ela parece a esposa perfeita: mantém a casa sempre limpa, como se estivesse sempre pronta para receber uma visita. Está sempre bem vestida, seus filhos a admiram e seu marido a ama muito. No trabalho é uma excelente profissional. Ela é realmente uma bênção tanto para a família, como para todos que a cercam.
Mas o que ninguém sabe é que ela está cansada da rotina do dia a dia. Parece viver no piloto automático. A casa arrumada já é força do hábito e ela praticamente não pensa quando está colocando cada coisa em seu devido lugar. Em sua mente, tudo já está calculado, tem praticamente uma memória fotográfica onde registra onde tudo está, caso seus filhos ou o marido venham lhe perguntar onde está o que estão procurando.
A rotina a desgasta, mas ainda assim ela consegue sorrir e ser gentil com todos. Além de trabalhar em casa mantendo tudo em ordem, ainda trabalha fora para ajudar nas despesas da casa juntamente com o marido, e vive preocupada com a educação dos filhos e a formação cristã deles.
Um dia ela chora sem motivo aparente. Dias depois sente uma sonolência que parece fora de controle. Fica resfriada ou pega gripe com muita frequência, e agora está sempre se queixando de dores no corpo. Ela está muito cansada, mas por estar sempre alerta seguindo a risca a rotina, não pára para verificar o que está acontecendo consigo mesma.
O cansaço físico e mental podem ser um sinal de alerta para um problema maior: esgotamento nervoso.
Não somos super-mulheres, nem mesmo a Mulher Maravilha. Algumas mulheres pelo fato de serem esposas e mães pensam que seu corpo não tem um limite, e extrapolam os limites achando que podem fazer tudo ao mesmo tempo, ser solícitas o tempo todo mesmo quando não são solicitadas, e atenciosas com todo mundo menos consigo mesmas.
Então, aquela mulher que parecia a esposa perfeita, torna-se irritadiça e agressiva com as palavras. Seu rendimento no trabalho decai e nem ela sabe o que está acontecendo.
Seu marido tenta agradá-la de todos os modos, mas ela parece insatisfeita demais com tudo e não dá mais atenção ao que ele diz, se aborrece com as brincadeiras dos filhos e prefere o isolamento. O esgotamento nervoso altera todo o seu comportamento, e aquela que era uma esposa e mãe tão amorosa se torna insuportável e chorona. O casamento que antes parecia um mar de rosas, parece estar em um mar de espinhos!
Não espere que seu relacionamento seja afetado por um problema como esse, para depois descobrir que a culpa não é de seu esposo nem de seus filhos.
Se você se sente muito esgotada de tudo o que tem feito, reúna sua família e converse. Peça a colaboração de todos para as tarefas domésticas, se você percebe que está fazendo além do que deveria, divida responsabilidades.
Algumas mães com filhos adolescentes, ainda insistem em arrumar a cama dos filhos quando eles se levantam pela manhã para ir à escola. Não trate seus filhos como se eles tivessem menos idade do que tem! Qualquer adolescente sabe como esticar um pano de cama e dobrar os cobertores. Ensine-os a organizar o próprio espaço onde dormem.
Quanto a louça da janta, porque não fazer um "rodízio" para lavar a louça? Cada dia, um membro da família fica responsável para lavar ou secar a louça.
São coisas tão simples, mas para uma mulher que trabalha fora e trabalha em casa são detalhes que podem sobrecarregá-la até o ponto de ficarem fisica e mentalmente esgotadas.
Seu marido também pode ajudar, afinal, que marido depois de viver anos com uma esposa maravilhosa e bem humorada consegue suportar uma mulher que parece ter se transformado em outra pessoa? 
Se for preciso pedir uma licença no serviço, converse com o chefe e vá cuidar da sua saúde. Em alguns casos de esgotamento nervoso, a quebra da rotina e passeios em lugares onde há natureza contribuem muito para o melhoramento da saúde.
Não espere que o esgotamento nervoso evolua para uma depressão. Muitas mulheres são negligentes com a própria saúde, e só procuram auxílio médico quando já estão com enfermidades de ordem psicológica em estado avançado. 
Fale com o Senhor, diga para Ele como você se sente, ore a respeito e não deixe sua família de fora, pois o apoio da família nestas horas é muito importante.
Se for necessário procurar um médico, não pense duas vezes. Cuide de sua saúde!

Não me canso

"Mas os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam." Isaías 40:31
Se você está cansado de esperar colocando suas esperanças nas circunstâncias, passe a colocar sua esperança em Deus. Quem espera Nele não se decepciona. Tenha fé.
Se você permanecer com o foco nas circunstâncias, sua fé corre o risco de esfriar, pois circunstâncias mudam e nem sempre são como esperamos.
Coloque seus sonhos nas mãos do Senhor e descanse Nele.
Você ainda vai dizer Não me canso de esperar no Senhor, porque eu sei que Ele é fiel.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...