Faça a melhor escolha hoje: Jesus.

Série: O discípulo e o crente - Parte 4

O crente depende dos afagos de seu pastor; o discípulo está determinado a servir a Deus.
 
Muitos crentes ainda não descobriram o prazer de servir à Cristo, porque estão mais interessados em agradar ao homem que agradar à Deus.
São até mesmo pessoas dedicadas na obra de Deus, estão sempre presentes nos cultos, nas orações, mas o objetivo destas pessoas é serem vistas e notadas pelo pastor, que lhes dará algum cargo de confiança. 
O discípulo é diferente. Ele se preocupa primeiramente em agradar à Deus com suas atitudes, e não tem seu foco no que vão pensar sobre ele, porque sua direção é Deus.
Há crentes que se mostram muito piedosos e bonzinhos diante do pastor, com o único objetivo de serem "promovidos" na obra de Deus. O que esses crentes querem é que o pastor lhes aperte a mão, abrace e diga como eles são especiais! Que a obra de Deus só cresce por causa deles, que se não fossem eles, o pastor estaria perdido! Que a igreja estaria falida sem a ajuda deles!
O Senhor não nos chamou para nos enchermos de orgulho próprio, nem para buscar nossos próprios interesses em sua obra. Como a obra é de Deus, são os interesses de Deus que devemos buscar.
O discípulo está determinado a fazer o que for possível para agradar o Senhor. Age com coração sincero, se importa com as vidas que ainda não conhecem Jesus como seu Salvador, e vai de encontro a essas vidas para lhes ensinar sobre como viver em Cristo e por Cristo.
O reconhecimento para o discípulo vem da parte de Deus, que vê sua sinceridade em servir com obediência.
Sempre que nos comportamos de um modo que faça com que o pastor nos note propositalmente, estamos apenas agindo como crentes. 
Mas a partir do momento que pararmos de nos preocupar em sermos "promovidas" no serviço de Deus, e fazermos de coração o que o Senhor está nos mandando fazer, aí realmente estaremos sendo discípulas fiéis.
Não vamos agir como a pessoa que não tem um coração sincero, que serve e ajuda somente almejando seus próprios interesses. Isto não é servir à Deus, é servir a si mesmo!
"Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão." Mateus 6:2
Na próxima postagem da série O discípulo e o crente, veremos - O crente gosta de elogios; o discípulo do sacrifício vivo.
Fique ligada!

Sem murmuração e contenda

"Fazei todas as coisas sem murmurações nem contendas." Filipenses 2:14
Nem sempre é fácil conter as palavras quando estamos insatisfeitas. Reclamamos, passamos os dias murmurando pelos cantos, sem perceber que reclamar não trará a solução para o que precisamos.
Então, se não terá nenhum benefício viver murmurando, porque fazemos isso? Pela simples força do hábito.
Quem murmura por tudo, ou seja, vive criticando, reclamando, certamente consegue um modo de entrar em atrito com as pessoas.
Nossa insatisfação com a vida e com as situações nos tornam péssimas companhias, afinal, quem é que gosta de ficar do lado de gente que só reclama?
Na palavra de Deus diz para fazermos todas as coisas sem murmurações nem contendas. Talvez se estivesse escrito que podemos fazer "algumas coisas" sem esse terrível hábito, diríamos: bom, posso fazer isso facilmente, mas tal coisa acho tão insuportável que não consigo fazer sem reclamar!"
O detalhe está em "fazei TODAS as coisas". Todas, simplesmente são todas, não são apenas algumas coisas.
Imagine agora alguém que ao contrário do que é aconselhado no versículo, faz todas as coisas com murmuração e contenda! Será que você tem sido assim?
Quando eu era criança, sempre que meu pai me mandava fazer alguma coisa e eu protestava por estar com preguiça de fazer, ele dizia:"O preguiçoso só vive nervoso!" Na hora, eu não achava graça nesse ditado, mas com o passar dos anos pude entender, que quando alguém é solicitado a ajudar e não está disposto, se irrita com facilidade porque não quer que o incomodem. Assim, eu murmurava e fazia o que ele mandava, mesmo reclamando. Reclamar por acaso mudava a situação de que ele estava me dando uma ordem? Não, ao contrário, eu ia sem nenhum espírito voluntário fazer o que ele estava falando.
Nos comportamos assim com Deus às vezes. Ele nos dá uma ordem, nós protestamos e no fim o obedecemos com várias murmurações, mesmo sabendo que  o que Ele está nos mandando fazer é para o nosso bem.
Podemos aprender mais sobre fazer o que Deus nos manda, sem ter sempre a indisposição que nos cerca, orando desse modo:"Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário."Salmo 51:12
Ter espírito voluntário é estar sempre pronto. Isso geralmente não acontece conosco quando nos deixamos levar pelas emoções e situações do dia a dia:"precisam da minha ajuda, mas me sinto triste para ajudar alguém, me convidaram para ir à casa de Deus mas estou com preguiça para sair, estão me chamando mas hoje não quero atender ninguém porque estou de mau humor." E assim vão as murmurações tomando conta dos nossos sentimentos, ao ponto de não conseguirmos mais controlar o mau hábito, sempre tendo uma reclamação e desculpa a dizer quando alguém precisa de nós.
Um espírito voluntário é sustentado por Deus, então é possível sim se fazer todas as coisas sem murmuração nem contenda, quando somos sustentados pelo poder de Deus, com o objetivo de cumprir a sua vontade em nossa vida.
Peça à Deus para que você também tenha um espírito voluntário e livre-se do mau hábito da murmuração. Quando sabemos que temos que obedecer à Deus para o nosso bem, reclamar não será a solução, mas obedecer sim. A bênção só vem através da obediência:"O SENHOR mandará que a bênção esteja contigo nos teus celeiros, e em tudo o que puseres a tua mão; e te abençoará na terra que te der o SENHOR teu Deus." Deuteronômio 28:8


Nasci para vencer

Deus não te fez um perdedor ou fracassado. Jesus venceu o mundo e te dá forças para fazer o mesmo. 
Não confie nas circunstâncias, confie em Deus que nunca falha. 
"Estas coisas vos tenho dito para que tenhais paz em mim. No mundo passais por aflições; mas tende bom ânimo; eu venci o mundo." João 16:33

Ouça o louvor e diga você também eu Nasci para vencer .

Série: O discípulo e o crente - Parte 3

• O crente se ganha; o discípulo se faz.

Já percebeu que algumas pessoas se interessam em ganhar outras para Jesus, mas depois não cuidam em lhes ajudar a dar os primeiros passos?
Nós, que somos cristãs sabemos da importância de ter Jesus como Senhor de nossas vidas e por isso mesmo sentimos o desejo de compartilhar o que sabemos sobre Ele para as outras pessoas.
Ganhar alguém para Jesus, é ganhar um crente. Você pode ter ganho várias pessoas para Jesus através do seu bom testemunho, ou por ter falado do Senhor para quem você conhece. Mas quantos discípulos você já fez na vida? Geralmente, não paramos para pensar nisso.
A diferença entre se ganhar alguém para Jesus, e fazer dela um discípulo é muito simples: o crente apenas a convida a aceitar Jesus em sua vida, mas o discípulo ensina à ela a como dar os primeiros passos na fé.
Aquele que é crente, anseia ganhar novos crentes para Jesus, mas não se preocupa em acompanhar o dia a dia daquela pessoa, lhe ensinando conforme a palavra de Deus como será sua nova vida.
Um novo convertido é como uma criança. A criança para aprender a dar os primeiros passos precisa de incentivo, paciência de quem ensina e dedicação.
Você pode já ter convidado muitas pessoas para servir juntamente com você a Cristo, sem se preocupar em lhes dar instruções dos próximos passos. Aquela pessoa convidada por você que aceitou Jesus em sua vida, vai precisar de todo o seu apoio e dedicação para então se tornar uma discípula de Jesus.
Conhecemos pessoas que abandonam a fé logo nos primeiros passos e dizem: "ah, eu já aceitei Jesus uma vez, mas não prossegui, a caminhada é difícil e blá, blá, blá..." Muitas pessoas nesta mesma situação não tiveram o acompanhamento necessário para então se tornarem discípulas, eram na verdade apenas crentes, e crente é aquele que crê. Elas creram em Jesus, mas por não terem uma base sólida com o passar do tempo, por não apresentarem crescimento na caminhada por falta de ajuda e apoio de alguém disposto a lhes ensinar mais sobre o Senhor, desistiram de prosseguir.
O que estamos fazendo afinal: crentes ou discípulos para o reino de Deus?
Não vamos nos esquecer das palavras que o Senhor Jesus disse, elas nos servem de alerta para pensarmos se estamos fazendo exatamente o que o Mestre falou:"Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo." Mateus 28:19

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente, veremos - O crente depende dos afagos de seu pastor; o discípulo está determinado a servir a Deus.
Fique ligada!

Pare de chorar

"Assim diz o SENHOR: Reprime a tua voz de choro, e as lágrimas de teus olhos; porque há galardão para o teu trabalho, diz o SENHOR, pois eles voltarão da terra do inimigo." Jeremias 31:16
O Senhor consolou o povo de Israel com essas palavras. O povo já havia sofrido muito no cativeiro em que se encontrava, clamavam à Deus por uma solução, e o Senhor lhe fez promessas de libertação e bênção.
E você, porque tem chorado? Para tudo há um tempo, até mesmo para as lágrimas:" Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu. Tempo de chorar, e tempo de rir; tempo de prantear, e tempo de dançar." Eclesiastes 3:1,4
Pode ser que seu tempo de chorar esteja chegando ao fim, pois apesar de ter na palavra de Deus tempo até para isso, não significa que seja um tempo interminável e que a alegria não voltará.
"O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã." Salmo 30:5a
Suas lágrimas tem um propósito, clamam por uma resposta de Deus. Enxugue as lágrimas, pois o Senhor tem respostas para a sua vida, e com elas a alegria virá.
Em meio às tristezas e acontecimentos da vida, podemos nos sentir desanimadas e fracas, mas nunca podemos nos esquecer onde está nossa força:"...portanto não vos entristeçais; porque a alegria do SENHOR é a vossa força." Neemias 8:10c
Não perca o ânimo, e não passe o dia inteiro chorando pois como o Senhor diz, para tudo há um tempo e um propósito. A tristeza excessiva nos faz esmorecer, e não é da vontade do Senhor que desfaleçamos por causa dos problemas. O tempo de chorar é apenas uma fase, um período.
"Se te mostrares frouxo no dia da angústia, a tua força será pequena." Provérbios 24:10
Pare de chorar e não angustie mais sua alma, para não se sentir enfraquecida."Aparecem as flores na terra, o tempo de cantar chega, e a voz da rola ouve-se em nossa terra."Cantares de Salomão 2:12
Assim como o tempo de cantar chega com uma nova estação florida, o tempo de sorrir e cantar chega na sua vida.
Enxugue as lágrimas, pois o tempo de sorrir e cantar chegou. Confie, pois é o Senhor quem te diz:"Levanta-te, resplandece, porque vem a tua luz, e a glória do SENHOR vai nascendo sobre ti." Isaías 60:1

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...