Faça a melhor escolha hoje: Jesus.

Ele nos amou primeiro

"Nisto consiste o amor: não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou e enviou o seu Filho como propiciação pelos nossos pecados." 1 João 4:10
Ninguém consegue explicar o amor de Deus. Quando olhamos para dentro de nós, pensamos: "Como Deus pode me amar? Faço uma porção de coisas erradas, me arrependo e volto ao início até a próxima falha..."
Mesmo sendo um amor inexplicável, podemos compreender um princípio: não existe nada que eu tenha que fazer para Deus me amar.
Isso mesmo! Alguns pensam que fazendo boas obras serão amados, ou sendo gentis e doando seu dinheiro para os pobres, fazendo obras assistenciais, participando dos cultos no templo durante toda a semana.
Não existe uma condição que faça com que sejamos amados por Deus. Nem mesmo se o amamos ou se o recusamos , ainda assim seu amor não muda a nosso respeito.
Tente imaginar um diálogo como esse entre pai e filho:

-Filho, vá lá fora lave meu carro, apare a grama do jardim e leve o cachorro para dar uma volta no quarteirão.
-Pai, eu não vou, estou muito ocupado hoje. Se quiser, vá o senhor mesmo e faça!
O pai então irado responde:
-Então a partir de hoje, não se considere mais meu filho. Você não me obedece e por este motivo eu também não o amo mais!

Agora, pense neste mesmo diálogo sendo este pai Deus, e o filho sendo você mesmo. Realmente é impossível que Deus nos diga tal coisa, pois mesmo se não formos obedientes Ele não deixará de nos amar, mesmo que nos recusemos a fazer o que Ele nos manda para o nosso próprio bem, Ele vai permanecer nos amando.
"Porque eu estou bem certo de que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as coisas do presente, nem do porvir, nem os poderes, nem a altura, nem a profundidade, nem qualquer outra criatura poderá separar-nos do amor de Deus, que está em Cristo Jesus, nosso Senhor." (Romanos 8:38,39)
O pai do filho pródigo (Lucas 15) quando o viu voltando para casa, não pesou as condições para receber o filho com amor. Ele não ficou pensando:"ele foi desobediente, gastou o que seria sua herança no futuro, não fez nada de proveitoso na vida, então não devo nem mesmo recebê-lo em minha casa."
Muitos filhos pródigos não retornam para a casa do Pai, imaginando que é isso o que receberão: julgamento de suas atitudes.
Não percebem que o amor do Pai é tão grande e perdoador que apaga os erros do passado para reescrever uma nova história.
Somos amados por Deus não pelo que fazemos, mas porque Ele nos amou primeiro independente do que façamos.
Deus não precisa de uma condição para nos amar, não precisa que tenhamos um comportamento exemplar para nos amar, mas se realmente nós o amarmos vamos fazer de tudo para agradá-lo.
Muitas pessoas, depois de anos afastadas da presença do Senhor, sentem receio em voltar para os braços do Pai, imaginando que não são mais amados por Ele por causa dos pecados que cometeram.
A palavra de Deus é muito clara:"Nada pode nos separar do amor de Deus." Perceba que neste versículo está escrito também: "nem as coisas do presente."
Você acha mesmo que o que você está vivendo hoje tem poder o suficiente para lhe separar do amor de Deus? Acredite, a resposta é não.
Seja livre do fardo de culpa e desamor, Deus ama você.
Um pai não ama um filho pelo que ele faz, mas pelo que ele é.
Deus não te ama pelo que você faz também, Ele o ama pelo que você é para Ele. Você é criação de Deus, foi Ele quem o planejou, o gerou, não é um ser qualquer ou sem valor.
Se você está afastado de Deus, volte através do caminho chamado Jesus. O Pai, com certeza estará lhe esperando para o abraçar, e dizer que não importa o que você tenha feito, Ele nunca deixou de lhe amar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e deixe o link de seu site ou blog para eu fazer uma visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...