Faça a melhor escolha hoje: Jesus.

Série: O discípulo e o crente - Parte 17

• Para o crente, a habitação do Espírito Santo em si é sua meta; para o discípulo, é meio para alcançar a meta de ser testemunha viva de Cristo a toda criatura.
O crente se preocupa em ser habitação do Espírito Santo. Ele está ciente que para que o Espírito Santo habite nele, é preciso que ele mantenha seu coração limpo e viva uma vida de santidade na presença de Deus.
Ele entende que o Espírito Santo pode se entristecer com suas atitudes, e se esforça em não voltar aos velhos erros do passado:"E não entristeçais o Espírito Santo de Deus, no qual estais selados para o dia da redenção." Efésios 4:30
Sua meta é ter o Espírito Santo dentro de si. Isto é muito bom para todos que querem realmente ter uma vida com Deus. Mas você não pode desejar o Espírito Santo somente para dizer a todos que você o tem.
O discípulo se alegra muito em ter o Espírito Santo em sua vida, o dirigindo e orientando. Sua meta não só é permanecer sendo morada do Espírito Santo, como também testemunhar através da sua vida que Cristo habita dentro dele e tem o desejo de habitar dentro daqueles que o aceitarem como Senhor.
Quando o discípulo tem o Espírito Santo, sua vida se torna irresistível para quem o conhece. Todos se perguntam: "Porque ele é tão alegre, porque sente tanta paz, o que o faz tão diferente das outras pessoas?"
A diferença é que ele tem o Espírito Santo, e a vida de Deus flui de dentro de si e se torna notável.
Já conheci muitos crentes que diziam ter o Espírito Santo, mas o seu testemunho era de envergonhar até quem não é cristão! Faziam exatamente o que desagrada a Deus, falavam palavras impróprias e não se intimidavam em mostrar um testemunho contrário a fé que professavam. E se alguém lhes perguntasse se eles tinham o Espírito Santo, diziam que sim! Como pode uma coisa dessas???
"Porventura deita alguma fonte de um mesmo manancial água doce e água amargosa?" Tiago 3:11 Como uma pessoa que faz o que desagrada à Deus pode confirmar que tem o Espírito Santo em sua vida?
Neste caso, o Espírito Santo se entristece, pois Ele não compactua com o pecado. Ele é puro e não se mistura.
O crente quer ser apenas habitação do Espírito Santo, e o discípulo ser testemunha viva de Cristo para todos que o rodeiam, tendo o Espírito Santo dentro de si.

Na próxima postagem da série O discípulo e o crente, veremos • O crente vale porque soma; o discípulo vale porque multiplica.
Fique ligada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e deixe o link de seu site ou blog para eu fazer uma visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...