Faça a melhor escolha hoje: Jesus.

Eu acho que...

Opiniões. O que mais ouvimos ou mesmo fazemos é dar opinião a respeito de tudo o que nos rodeia.
Opinamos sobre onde ir, o que fazer, o que os outros devem fazer, quando e como devem fazer.
Opinamos até no que não é da nossa conta, e é aí que está a raiz do problema: quando opinamos sobre aquilo que não nos diz respeito.
Geralmente se começa assim:" eu acho que..." E lá se vai uma vasta lista do que achamos e pensamos ser o certo sobre a vida dos outros.
Isso pode se tornar um mau hábito, e o pior, um hábito difícil de ser mudado, porque parece que quando alguém nos conta algo, nossa língua tem vida própria e as palavras parecem não seguir o rumo natural, passando primeiro pelo nosso pensamento através do cérebro pra enfim serem ditas. Quando nos damos conta, simplesmente as palavras já saíram pela boca!
"O que guarda a boca conserva a sua alma, mas o que muito abre os lábios a si mesmo se arruína."(Provérbios 13:3)
Quantas pessoas acabam por se passar por pessoas que semeiam discórdia por terem dado uma opinião não solicitada no momento errado.
Nem tudo o que ouvimos deve ser alvo de comentários, nem tudo o que sabemos merece a nossa opinião, pois pode ser que o que você considera uma opinião sincera se passe por grosseria para aquele que ouve. 
O pior de tudo é ser mal interpretado por dizer o que você acha! Imagine a seguinte situação: 

-O chefe está solicitando sua presença na sala dele- diz a secretária enquanto sai em seguida.
Os outros funcionários se olham, e quando o funcionário que foi chamado se retira alguém comenta:
-Xiii, acho que ele vai ser demitido.
Minutos depois o funcionário passa pela sala em silêncio, está com os olhos cheios de lágrimas, pega sua pasta sobre a mesa, desliga o computador e sai.
-Não falei que ele ia ser demitido, eu sabia!
Três dias depois, eis que o funcionário reaparece no escritório, ligando seu computador com sua pasta na mão.
O comentário já havia se espalhado sobre sua suposta demissão através do funcionário que comentou precipitadamente o que achava que seria o motivo do chefe tê-lo chamado em sua sala.
-Hey, você não tinha sido demitido há três dias atrás? "Eu achei" que você tinha sido demitido porque depois que foi falar com o chefe, passou por aqui chorando, pegou suas coisas e saiu sem falar com ninguém! O que é que você está fazendo aqui???
-Eu fui demitido? Quando?! Ah, você se refere aquele dia que fui chamado na sala do chefe? Pois é, o meu pai faleceu, e minha irmã ligou para o meu chefe para me avisar, porque não teve coragem de ligar para o meu celular. Quando eu soube, fiquei em choque, peguei um táxi e me dirigi até onde minha irmã estava com minha família.

Percebe como um "eu acho que..." dito em hora inapropriada pode causar? Apenas um "eu acho que..." pode se tornar um boato, uma fofoca e se passar por verdade até que esta seja descoberta.
Apenas um "eu acho que..." pode por fim se tornar uma mentira, pois como diz o ditado, quem ouve um conto aumenta um ponto! Cada um vai dizendo o que acha e cria-se uma estória imaginária que muitas vezes não corresponde com a verdade dos fatos.
Da próxima vez que você "achar" alguma coisa, pense bem se vale a pena expôr sua opinião.
A língua é um pequeno órgão no corpo humano, mas que se for usada de forma errada, pode trazer prejuízo tanto a quem ouve quanto a quem a usa para falar.
"Se alguém supõe ser religioso, deixando de refrear a língua, antes, enganando o próprio coração, a sua religião é vã." (Tiago 1:26)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Comente e deixe o link de seu site ou blog para eu fazer uma visita!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...